segunda-feira, 15 de abril de 2013

Resenha: As Crônicas de Nárnia - O sobrinho do Mago

Olá amores! Tudo bem com vocês? Bom, como todos sabem, ando lendo por aí o famoso livro fabulosamente escrito por C.S. Lewis, As crônicas de Nárnia. Hoje, trouxe pra vocês a resenha do primeiro livro. Então, vamos lá!!



O Sobrinho do Mago - C.S. Lewis


Digory é apenas uma criança, mas enfrenta problemas de adultos. Órfão de pai e com uma mãe doente em fase terminal, ele mora na casa de seu tio André, que é louco de pedra. Digory, em suas andanças, acaba conhecendo Polly, uma menina muito meiga, e eles se tornam grandes amigos. A brincadeira principal dos dois é sair em busca de aventuras em Londres. Em um dia quente e úmido, Polly e Digory resolveram se aventurar pelas casas abandonadas da cidade, e acabam descobrindo uma porta que dá para o misterioso sótão do tio André. Lá, eles presenciam algo fantástico!

Em cima de uma mesa, dois anéis estão postos em uma bandeja: um amarelo e outro verde. Quando Polly, acidentalmente, toca em um dos anéis, desaparece misteriosamente. Então tio André começa a contar uma história muito estranha.


Tais anéis são capazes de transportar seres deste mundo para um outro mundo totalmente desconhecido. Disposto a resgatar Polly, Digory toca em um dos anéis e embarca em uma aventura sem tamanho. Lá, do outro lado, ele descobre mundos onde a magia existe e tudo é muito diferente... e possível. Entre eles, está Nárnia.

Um mundo novo, cuja criação Digory, Polly e tio André presenciaram, se revela. Aslam, o Grande Rei, é o criador de uma terra de animais falantes e árvores altamente frutíferas. Terra de reis e rainhas humanos, de feiticeiras e de pessoas de bem. Uma terra onde a doença não existe.

Lá Digory encontra a cura para sua mãe e, sem querer, acaba criando um portal de comunicação entre o nosso Mundo e Nárnia, onde muitas aventuras ainda será vividas.

Comentário: Sou muito suspeita pra falar, pois é um sonho de infância ler essas crônicas. Este livro - assim como os outros da série - são escritos para crianças, mas não sei se elas entenderiam tudo que Lewis escreveu. Ainda assim, a linguagem é um tanto infantil. O mais legal é que ele ensina muitas lições de vida importantes nessa fase da vida. Também pode agradar ao público adulto, pois é uma história recheada de emoções intensas, e seus ensinamentos também são úteis para este público. Neste livro é possível entender o surgimento de Nárnia, de suas criaturas e do mal, que é representado pela feiticeira. Sim, eu recomendo, e MUITO!

Frases: "Ousado aventureiro, decida de uma vez:
               Faça o sino vibrar e aguarde o perigo
               Ou acabe louco de tanto pensar:
               'Se eu tivesse tocado, o que teria acontecido?'"

"Mas não posso dizer isso a este velho pecador, como também não posso consolá-lo; ele mesmo se colocou fora do alcance da minha voz."

Curiosidades: 


  • Clive Staples Lewis, mais conhecido como C. S. Lewis, era muito cristão. Portanto, tudo que escreveu neste e em todos os livros da série faz menção ao Reino de Deus e a Jesus, sua morte na cruz e os ensinamentos que nos deixou. É um novo jeito de mostrar Deus e seu filho Jesus para as crianças.

  • Alguns livros das crônicas renderam LINDOS (E MARAVILHOSOS E PERFEITOS E SENSACIONAIS) filmes. São eles: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupas, Príncipe Caspian e A viagem do Peregrino da Alvorada. Vale muito a pena assisti-los. 


Então? Gostaram? Querem mais resenhas desta série? Comentem, opinem e curtam a fan page do blog, Canetas de Pena. Um beijo e até a próxima!!

Um comentário:

Diego Moares disse...

Olá moça bom dia 😀. Mi chamo Diego e estou embarcando nesse mundo da leitura a pouco tempo. Bom quero saber os principal likes para poder baixar livros e fácil entendimento os quais posso mi ajudar em meus dias. Falando sobre esse livro a cima o qual voce comentou e bem interessante e vou procura-lo para minha leitura, obg e aguardo sua no indicação.

 
;