sábado, 5 de janeiro de 2013

Comecei a ler.... e parei na metade!



Olá, pessoal! O post de hoje é um pouco diferente. Quem nunca começou a ler um livro e parou na metade?? Por quê?
Pois bem, vou falar agora sobre alguns livros que eu comecei a ler e não terminei, e o porquê de tê-los deixado de lado. Vamos lá??


O Guardião de Memórias - Kim Edwards


É uma  história sobre vidas paralelas, famílias separadas pelo destino, segredos do passado e o infinito poder do amor verdadeiro. Inverno de 1964. Uma violenta tempestade de neve obriga o Dr. David Henry a fazer o parto de seus filhos gêmeos. O menino, primeiro a nascer, é perfeitamente saudável, mas o médico logo reconhece na menina sinais da síndrome de Down. Guiado por um impulso irrefreável e por dolorosas lembranças do passado, Dr. Henry toma uma decisão que mudará para sempre a vida de todos e o assombrará até a morte: ele pede que sua enfermeira, Caroline, entregue a criança para adoção e diz à esposa que a menina não sobreviveu. Tocada pela fragilidade do bebê, Caroline decide sair da cidade e criar Phoebe como sua própria filha. E Norah, a mãe, jamais consegue se recuperar do imenso vazio causado pela ausência da menina. 

Porque parei: O livro promete uma história fascinante, instigante e envolvente... a única coisa que eu vi é que se trata de uma história muito, muito deprimente. A narração é um pouco "parada" e depois do segundo ou terceiro capítulo a trama começa a ficar realmente triste e, talvez como consequência, sem muitas "novidades". Eu estava ficando tão deprimida que optei por parar de ler. 

Outras opiniões: Conversei com algumas pessoas que terminaram de ler este livro. Ao que pareceu, o livro começa a ficar interessante nos últimos capítulos, onde os segredos começam a ser revelados tanto para os personagens, quanto para o leitor. Mas, como eu havia dito, é deprimente do início ao fim. 


A Intuitiva - Hannah Howell


Esse foi um livro que eu realmente tentei - e ainda pretendo tentar mais - terminar. Comecei a ler e parei duas vezes! 
Faz parte de uma série "A vidente". Inglaterra, século XVIII. Assim como a maioria de seus familiares, a bela e jovem Alethea Vaughn Channing possui dons especiais. Desde pequena ela tem visões recorrentes de um homem desconhecido. Passados 15 anos desde a primeira visão, ela prevê um risco iminente de morte. Ela precisa encontrá-lo, contar sobre sua visão e convencê-lo de que corre perigo… Mas quem acreditaria numa estranha com uma conversa dessas? Ainda sob um ceticismo inicial, ele percebe sinceridade na desconhecida e, agindo emocionalmente, decide acreditar na estranha para tentar novamente descobrir o paradeiro de seus dois sobrinhos, que desapareceram após a trágica morte de sua irmã e do esposo. Durante essa busca, começa então a florescer uma forte admiração entre os dois, até surgir a perigosa Claudete, uma antiga amante de Hartley, e que Alethea descobrirá estar entre as pessoas mais ameaçadoras da alta sociedade de Londres. Então, a sua vida também passa a correr perigo e ela precisará mais do que nunca de seus poderes para garantir a sua segurança.


Porque parei: Esse é o terceiro volume da série, cujos primeiros livros são 'A vidente" e "A sensitiva". E todos narram praticamente a mesma história. É sempre uma bela jovem com poderes sobrenaturais que precisa proteger, de uma mulher fria e perigosa, um rico e cobiçado solteiro, e os dois sempre ficam juntos no final. Os livros são bons. A história é instigante e envolvente mas, por ser sempre a "mesma coisa", torna-se cansativo.

Outras opiniões: Pelos que eu ouvi, esse livro é mediano. Um romance para adolescentes, que não deixa de ser bom mas também não é um grande clássico. 

Uma pequena observação: a série não para por aí. Outros livros, depois desse, já foram lançados e, dessa vez, os personagens com dons sobrenaturais são homens. Ainda não li, mas está na minha lista de desejos.

Perfume: A história de um assassino - Patrick Suskind


O filme é EXCELENTE! Nota 10! Então, corri na biblioteca da minha mãe e acabei encontrando o livro. E resolvi ler...
França, século XVIII. O recém-nascido Jean-Baptiste Grenouille é abandonado pela mãe junto a restos de peixes em um mercado parisiense. Rejeitado também pela natureza, que lhe negou o direito de exalar o cheiro característico dos seres humanos, pelas amas-de-leite e por instituições religiosas, o menino Grenouille cresce sobrevivendo ao repúdio, a acidentes e doenças. Ainda jovem descobre ser dotado de imensa sensibilidade olfativa e parte em busca da essência perfeita, do perfume que lhe falta para seduzir e dominar qualquer pessoa. Nessa busca obsessiva, ele usurpa a essência dos corpos de suas vítimas.

Porque parei: Infelizmente, eu achei a leitura um pouco cansativa. Demora muito pra chegar na parte interessante do livro - que é quando Jean-Baptiste começa a ir atras do "cheiro" das virgens. É bom, muito bom, mas só pra quem tem paciência - ou seja, não é pra mim. (Risos). É um raro caso em que eu achei o filme melhor que o livro.

Outras opiniões: Ainda não conheci ninguém que leu esse livro pra me dizer o que achou... 

 Crepúsculo -  Stephenie Meyer


Comecei a ler quando o filme estourou aqui no Brasil... E os fãs que me perdoem, mas eu DETESTEI! 

Um romance repleto das angústias e incertezas da juventude - o arrebatamento, a atração, a ansiedade que antecede cada palavra, cada gesto, e todos os medos. Isabella Swan chega à nublada e chuvosa cidadezinha de Forks - último lugar onde gostaria de viver. Tenta se adaptar à vida provinciana na qual aparentemente todos se conhecem, lidar com sua constrangedora falta de coordenação motora e se habituar a morar com um pai com quem nunca conviveu. Em seu destino está Edward Cullen. Ele é lindo, perfeito, misterioso e, à primeira vista, hostil à presença de Bella o que provoca nela uma inquietação desconcertante. Ela se apaixona. Ele, no melhor estilo "amor proibido", alerta: Sou um risco para você. Ela é uma garota incomum. Ele é um vampiro. Ela precisa aprender a controlar seu corpo quando ele a toca. Ele, a controlar sua sede pelo sangue dela. Em meio a descobertas e sobressaltos, Edward é, sim, perigoso: um perigo que qualquer mulher escolheria correr.

Porque parei: Primeiro: não sou muito fã de histórias de vampiros. Segundo: o livro é completamente pa-ra-do. Não acontece nada! Absolutamente nada! Fiz um tremendo esforço pra chegar na página 200 e não consegui prosseguir. É enjoativo e muito cansativo. 

Outras opiniões: Como todos sabem, há quem ame e há quem odeie.  Eu estou no segundo grupo... e todos vocês conhecem - com certeza - várias opiniões sobre o livro. 


E aí? O que acharam? Concordam comigo? Não? Deem a opinião de vocês!! E não esqueçam de curtir a página do blog clicando aqui

Um beijo a todos e até a próxima!! 

7 comentários:

Priscila Carvalho disse...

vc sabe que eu nao sou de ler kk mas todos que eu comecei a ler eu terminei, menos um que falava de apocalipse , de anjos, nem lembro o nome agora, mas era muito confuso aí eu parei!

www.bygarotas.blogspot.com

Thaís D. disse...

kkkkkk Se vc tivesse o hábito de ler, com certeza teria passado por várias situações como a minha. É um defeito, eu sei, mas eu sou do tipo que se eu não gosto, se é chato ou cansativo eu não termino. Triste fim! kkkkkkkkkk

Pedro_Almada disse...

é verdade, "O guardião de Memórias" começa a ficar bom lá pelos capítulos finais. E o bom é que a narrativa é fácil. Mas eu concordo, tem momentos em que cansa, e cansa muito rs
Mas faça uma força pra continuar, vai por mim xD

Sobre Crepúsculo, eu li, ixi, eu li. os 4 livros... Se você quer fazer parte do team hater, leia os quatro livros euahoaehuoehuoae
eu li, e posso citar inúmeros motivos porque a história é péssima hahahahha

Sobre esse livro do selo Lua de Papel, ouvi as pessoas falarem bem dele, mas pelo que você disse, num deve ser tudo isso não rs

abração, fica na Paz!


Pedro Almada
inspirados-oandarilhodotempo.blogspot.com

Thaís D. disse...

Ai, me dá uma preguiça de ler "O guardião de memórias"! kkkkk

Sobre "Crepúsculo", prefiro ficar onde estou, sem ler nenhum! Rs'

"A intuitiva" não é aquela história de dar arrepios, mas é até bonzinho pra quem ta começando a ter o hábito de ler agora.... rs'

Abração pra vc tbm e obrigada pela visita!! :D

Letícia Gonçalves disse...

Crepúsculo em específico não me agrada pelos mimimi's, gosto de histórias de vampiro, porém histórias mais impactantes ou menos ilusórias (vampiro que brilha fere minha capacidade mental), quanto aos outros não tenho o que comentar. Mas tenho um livro em particular que TODOS falam que é espetacular, porém não consegui acabar de ler: "A menina que roubava livros" e na realidade nem sei o real motivo de ter parado, a leitura apenas não me prendeu. Mas quem sabe nessas férias retomo a leitura, né? rs

Beijos =D

Thaís D. disse...

Ah! Os mimimi's de Crepúsculo são insuportáveis... Eu tbm comecei a ler "A menina que roubava livros" e parei pq não entendia. Essa semana eu li que aquele livro narra a 2° Guerra Mundial, então fiquei curiosa. Quem sabe nas férias eu tbm leia??

Beijos Beijo e obrigada por comentar! *-*

Sarita Aguilar Santana disse...

Menina, adorei! Adorei tudo! Seu blog, os livros... Temos várias opiniões diferentes, mas AMEI! Parabéns... Virei fã. No meu blog tb falo de livros, pois amo ler... Minha biblioteca tem mais de 200 livros!! kkkkkk
Ganhou uma seguidora assídua! Beijo.

Ahhh, insisti no a menina que roubava livros... Comecei a ler e parei umas 4 vezes tb pq achei difícil de entender. Mas vale a pena quando vc insisti! Beijo.

 
;