quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Resenha: O Colecionador de Lágrimas - Holocausto Nunca Mais!

Olá, leitores? Como vão? Hoje, trouxe pra vocês a resenha de um livro simplesmente espetacular! Magnificamente escrito por Augusto Cury, esse livro nos leva à uma viagem na história e no tempo - literalmente -, de tirar o fôlego! Preparados? Então, vamos lá!


O Colecionador de Lágrimas - Augusto Cury




Júlio Verne é um renomado professor judeu de história de uma universidade. Especialista em Segunda Guerra Mundial, suas aulas mais se parecem com brilhantes palestras. Sua premissa é formar um indivíduo capaz de pensar por si só, de ter consciência crítica, ser livre para pensar e, em suas próprias palavras, "viajar no mundo das ideias". Assim sendo, o professor conquista afetos e desafetos por onde passa. Para os alunos, ele é um homem sábio, forte, apaixonado pela humanidade e, acima de tudo, controlado. Mas, na sua intimidade, apenas sua esposa Katherine o conhece. Júlio Verne constantemente é assombrado por terríveis pesadelos da época do Holocausto. Ora ele é apenas um observador, ora, um ativo personagem. Algumas vezes se encarna na pele de um judeu sofrido, outras vive a vida de um soldado nazista. E sempre o despertar era desesperados, com crises de pânico, intensa sudorese seguida de um terrível sentimento de culpa e impotência.

Assim, Júlio Verne continuou vivendo, dando suas aulas, tentando lidar com suas noites sombrias. Até que, de repente, se vê perseguido por pessoas com as quais sonhou e pessoas que parecem ser advindas da terrível época de Hitler. Com medo de estar enlouquecendo, começa a receber estranhas cartas, algumas assinadas por ele e datadas da época da Segunda Guerra. Temendo por sua sanidade mental, Júlio e Kate procuram ajuda, mas tudo o que vivem se revela um terrível mistério, permeado por perseguições e atentados terroristas.

E, ao final, Júlio se vê num grande empasse que pode mudar a história da humanidade: "S você tivesse a oportunidade de retornar no tempo, eliminar Hitler e mudar a história, você o faria?"

O mais incrível é a última frase do livro. Me surpreendeu e me deixou sem palavras. Apenas 3 palavras que mudaram meu modo de pensar: "Fim (Primeiro volume)." O livro tem continuação!


Sim, é uma obra esplêndida. Ouso dizer que é a melhor de Augusto Cury. Sua inteligência e perspicácia ao escrever uma história usando como personagem principal Hitler e sua história real é de se admirar. Este livro ensina muito mais sobre a Segunda Grande Guerra do que muitos livros de história e muitas horas sentados na carteira da escola. É um livro que mistura fatos reais com ficção científica. As informações contidas na obra são absolutamente confiáveis, visto que Cury fez uma minuciosa pesquisa acerca do Holocausto e da política da época, bem como a infância, vida e carreira de Hitler, tudo isso em um contexto histórico e politico. A abordagem psicológica do Fürher também é um foco do livro, o que nos faz entender um pouco mais sobre como um simples mensageiro do exército conseguiu convencer a mais culta nação da época à se render aos seus delírios. Todos os fatos históricos narrados por Júlio Verne no livro têm suas referências bibliográficas, encontradas nas últimas páginas.

Não podemos nos esquecer do grande suspense presente em todo o livro, capaz de prender das primeiras às últimas e ainda mais intrigantes linhas do livro! Por que Júlio Verne tinha pesadelos tão reais? Como os personagens de seus sonhos ganhavam vida e o assombravam na realidade? Por que recebia cartas datadas de um século atrás e por vezes assinada por ele, ou por pessoas que diziam que conhecia-o? Por que ele e sua esposa estavam sendo perseguidos? São muitas perguntar para poucas respostas.

Comentário e opinião: Amantes da história da Segunda Guerra, assim como eu, vão amar. Não-amantes também. Os fatos históricos descritos nos livros são envolventes. Quanto mais se lê, mais se quer ler. A veracidade das informações e a abordagem psiquiátrica feita por Augusto Cury são instigantes. Àqueles que não têm muita afinidade por história podem não gostar, apesar de todo o mistério. Ah! O mistério! Tão presente e tão ausente nesta obra, ao mesmo tempo. Ele surge e vai embora num passe de mágica, para depois retornar com força total. Por vezes, é possível se esquecer dos mistérios que permeiam a ficção. Mas, quando ele se faz presente, é de tirar o fôlego! O convite á reflexão que este livro traz é libertador e, ao mesmo tempo, inquietante. Suas frases de efeito - que não são poucas! - nos fazem questionar até a nossa própria existência! Em resumo: recomendo!

Frases

São tantas, que confesso ter sido um pouco difícil selecionar apenas algumas para reescrever.

"A violência não é produzida apenas por seus patrocinadores, mas também pelos que se calam sobre ela..."

"Não havia regras nem justificativas para matar, ainda que todas elas sejam inaceitáveis e insanas, eliminava-se pelo simples prazer mórbido de eliminar."

"O voto é poderosíssimo durante as eleições, mas fragilíssimo depois delas. A sabedoria está em saber quando exercê-lo."

"Será que nossa educação está formando jovens pensadores que saibam fazer escolhas inteligentes e sejam protagonistas da sua própria história?"

"Você escolheu a pior forma de assassinar um homem, desconstruir sua imagem. Estou em seu encalço."

"Hitler traiu seu próprio povo alemão, que depositou nele sua confiança."

"Acabei de ter pesadelos sobre a manifestação de jovens da década de 30 do século XX. E hoje, o que mudamos? Não poucos jovens da atualidade desconhecem a história, não têm cultura geral nem opinião própria. Se eles deliram diante de artistas com quem nunca conviveram, como não ficarão fascinados por um homem carismático como Hitler?"

"Essa é uma breve história da sofisticadíssima propaganda imprimida por um simples soldado que quinze anos depois de perder a Primeira Guerra Mundial, se tornou chanceler e dominou generais e marechais, deixando o mundo assombrado."

"Quem não tem nenhum tipo de medo é irresponsável. Coragem não é a ausência de medo. É o controle sobre ele."


Então, gostaram? Espero que sim! Por hoje, é só. Até a próxima!!

Um comentário:

juliano cesar de oliveira disse...

Oi adorei.. muito obrigado, amei a maneira que vc usou para descrever essa resenha...me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda
www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

 
;